A QUESTÃO AMBIENTAL NO ENSINO DE GEOGRAFIA: da relação sociedade-natureza as possibilidades de leitura crítica do espaço

Viviane Caetano Ferreira Gomes

Resumo


A questão ambiental tem se constituído nos últimos tempos em temática amplamente debatida nos mais diversos campos sociais. Na escola, a Geografia destaca-se como uma das principais disciplinas que participa desse debate. Ao se avaliar a questão ambiental no âmbito da Geografia, torna-se imprescindível considerar a relação sociedade-natureza, sua trajetória na evolução do pensamento geográfico e, sobretudo, seus reflexos na Geografia escolar. No entanto, ainda é comum observar a persistente dicotomia sociedade versus natureza como a principal responsável pela dificuldade de professores e alunos na interpretação e análise da questão ambiental. Além disso, também é possível verificar o não reconhecimento, por parte de muitos professores, da latência dessa dicotomia no pensar e no fazer geográfico na escola. Considera-se, portanto, que estes e outros fatores têm conduzido professores e alunos a interpretações fragmentárias e simplificadoras acerca do espaço. Como contrapontos a essa perspectiva, são apresentados aspectos das teorias da complexidade (Edgar Morin) e da totalidade (na concepção geográfica de Milton Santos), como importantes alternativas analíticas para o combate da visão dicotômica homem (sociedade) versus meio (natureza) e, por conseguinte, para o fortalecimento da compreensão do espaço enquanto uma “totalidade dialética”.

PALAVRAS-CHAVE

Questão ambiental. Ensino de Geografia. Espaço. 


THE ENVIRONMENTAL ISSUE IN GEOGRAPHY TEACHING: from the society-nature relation to the possibilities of critical reading of the space

ABSTRACT

The environmental issue has been constituted, in the last few years, as a widely debated topic in most social areas. In schools, Geography is highlighted as one of the main disciplines that participate in this debate. In this sense, while evaluating the environmental issue in Geography, it becomes indispensable to consider the society-nature relation, its trajectory in the evolution of the geographic thought and, above all, its reflexes in school Geography. However, it is still common to observe the persistent society vs. nature dichotomy as the main responsible for the difficulty that teachers and students face to interpret and analyze the environmental issue. Moreover, it is also possible to verify the non-recognition, from many teachers, of that latent dichotomy in the geographic teaching and making in schools. It is considered, therefore, that those and other factors have led teachers and students to fragmentary and simplifier interpretations of the space. As counterpoint to that perspective, aspects of Complexity (Edgar Morin) and Totality (under Milton Santos’ geographic conception) theories are shown as important analytical alternatives to fight the dichotomist view of man (society) versus means (nature), and consequently to strengthen the comprehension of the space as a “dialectical totality”.

KEYWORDS

Environmental issue. Geography teaching. Space. 


ISSN: 2236-3904

REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO EM GEOGRAFIA - RBEG

www.revistaedugeo.com.br - revistaedugeo@revistaedugeo.com.br


Palavras-chave


questão ambiental; ensino de Geografia; espaço

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.