COTIDIANO, SUJEITOS E TERRITÓRIOS NOS ANOS INICIAIS DA ESCOLARIZAÇÃO

  • Maria Lidia Bueno Fernandes UnB
  • Antônio Fávero Sobrinho UnB
Palavras-chave: Estudo do Meio, Anos Iniciais da Escolarização, Ensino de História, Ensino de Geografia.

Resumo

O presente artigo apresenta reflexões a respeito do Ensino da Geografia e da História nos anos iniciais da escolarização, considerando as possibilidades de estabelecer diálogo de natureza pedagógica entre ambas. Nesse sentido, relata a experiência desenvolvida na Faculdade de Educação da Universidade de Brasília, em que o Distrito Federal tornou-se objeto de ensino em sala de aula. Para tanto propõe que a abordagem pedagógica denominada estudo do meio seja incorporada à formação do futuro pedagogo em sua atuação profissional. Dessa forma, considera o desafio de trabalhar com a realidade cotidiana do profissional em formação na perspectiva de sua aproximação com conceitos da Geografia e da História. Em termos teóricos a pesquisa respalda-se nas obras de: Santos, Cavalcanti e Callai, no que diz respeito à discussão acerca do conhecimento geográfico, de Revel e Pesavento acerca das reflexões sobre a micro-história e de Alarcão e Brzezinski sobre formação docente. Como síntese, pode-se reconhecer o potencial transformador das disciplinas que estabelecem diálogo com os conhecimentos prévios dos alunos e com sua vida cotidiana. Percebe-se, com a pesquisa, o potencial do estudo do meio como aliado em sala de aula. 

Palavras-chave

Estudo do Meio, Anos Iniciais da Escolarização, Ensino de História, Ensino de Geografia.


DAILY LIFE, SUBJECTS AND TERRITORIES IN THE EARLY YEARS OF SCHOOLING

Abstract

This article presents reflections on the teaching of geography and history in the early years of schooling, considering the possibilities of establishing pedagogical dialogue between them. Related to this the paper reports the experience developed in the Faculty of Education at the University of Brasilia. The Federal District became the object of teaching in the classroom. Considering this it proposes that the pedagogical approach - field work - is incorporated into the apprenticeship of the future teachers in their professional performance. Thus addresses the challenge of working with everyday reality of professional training from the perspective of its approach to concepts of Geography and History. The theoretical background bases on the works of: Santos, Cavalcanti and Callai with regard to the discussion of the geographic knowledge, Revel and Pesavento about reflections about micro-history and Alarcão and Brzezinski on teacher education. As a summary, one can recognize the transformative potential of the subjects that establish dialogue with the prior knowledge of the students and their everyday life. It can be seen to the survey, the potential of the field work as an ally in the classroom.

Keywords

Field work, Early Years of Schooling, Teaching history and geography.


ISSN: 2236-3904

REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO EM GEOGRAFIA - RBEG

www.revistaedugeo.com.br - revistaedugeo@revistaedugeo.com.br

Publicado
2016-08-15