IMBRICAÇÕES GEOGRÁFICAS, LITERÁRIAS E EDUCACIONAIS ENTRE A GEOGRAFIA DE DONA BENTA (1935) E LE TOUR DE LA FRANCE PAR DEUX ENFANTS (1877)

  • Filipe Rafael Gracioli Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP - Campus Rio Claro-SP/Instituto de Biociências/IB - Depto. Educação
  • João Pedro Pezzato Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP - Campus Rio Claro-SP/Instituto de Biociências/IB - Depto. Educação
Palavras-chave: literatura infantil, geografia, educação

Resumo

O texto apresentado estabelece aproximações entre a literatura infantil e a geografia a partir da análise de narrativas de caráter geográfico orientadas à criança leitora do período entre o final do século XIX e início do século XX: a Geografia de Dona Benta (1935) de Monteiro Lobato e o Le tour de la France par deux enfants, de G. Bruno (1877). O objetivo do estudo reside na discussão das aproximações e distanciamentos entre as narrativas em alguns aspectos, como o da criação de identidades nacionais, ao que se justapõem outros temas afins. Como referencial metodológico apresenta-se o paradigma indiciário, que aponta para a ideia de que há indícios no texto que revelam particularidades negligenciáveis, como saberes relevantes na compreensão da visão de mundo dos autores. A hipótese perseguida reside na ideia de que Lobato tenha se inspirado no livro francês para o desenvolvimento da sua narrativa, dadas as semelhanças de enredo entre os textos, além das similitudes entre os conteúdos de referência aos campos da educação e da geografia. O estudo recupera um tipo de escrita que inaugura para a infância uma literatura de itinerário, unindo literatura e geografia de modo jamais visto na escrita orientada à criança no ocidente.

PALAVRAS-CHAVE

Literatura infantil. Geografia. Educação.


GEOGRAPHICAL, LITERARY AND EDUCATIONAL IMPLICATIONS BETWEEN GEOGRAFIA DE DONA BENTA (1935) AND LE TOUR DE LA FRANCE PAR DEUX ENFANTS (1877)

ABSTRACT

The text establishes similarities between children's literature and geography from the analysis of geographical character of narratives oriented reader child the period from the late XIXth century and early XXth century: the Geografia de Dona Benta (1935) and Le tour de la France par deux enfants (1877). The aim of this study lies in the discussion of the similarities and differences between the narratives in some aspects, such as the creation of national identities, juxtapose other related topics. As methodological framework presents the evidentiary paradigm, which points to the idea that there is evidence in the text that reveal negligible peculiarities, as relevant knowledge in understanding the worldview of the authors. The hypothesis pursued lies in the idea that Lobato has been inspired by French book for the development of his text, given the plot similarities between the texts, in addition to the similarities between the reference content to the fields of education and geography. The study retrieves a type of writing that opens for children a “journey literature”, combining literature and geography so ever seen in writing directed to the child.

KEYWORDS

Children’s literature. Geography. Education. 


ISSN: 2236-3904

REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO EM GEOGRAFIA - RBEG

www.revistaedugeo.com.br - revistaedugeo@revistaedugeo.com.br

Biografia do Autor

Filipe Rafael Gracioli, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP - Campus Rio Claro-SP/Instituto de Biociências/IB - Depto. Educação
Título de mestre em Educação (2013) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, campus Rio Claro. Graduado em Geografia pela mesma instituição, nas modalidades licenciatura (2010) e bacharelado (ênfase em Análise Sócio-Espacial e Planejamento Territorial - 2011). Realizou estágio master na Universidad de Santiago de Compostela - USC, Galicia, España (2013) junto à Facultade de Filoloxía, onde investigou as relações entre a produção literária infantil de caráter geográfico e a produção de obras didáticas escolares de Geografia da Espanha do início do século XX. Desenvolve trabalhos com a temática Geografia e Literatura, investigando as origens da literatura geográfica infantil de Monteiro Lobato.
João Pedro Pezzato, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP - Campus Rio Claro-SP/Instituto de Biociências/IB - Depto. Educação
Possui graduação em Geografia, Licenciatura e Bacharelado, pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1987), mestrado e e Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1995/2001). Entre 2010 e 2011 realizou Pós-Doutorado na Universidade de Santiago de Compostela ? USC ? Galícia, Espanha. Atualmente é professor Assistente Doutor da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, campus de Rio Claro, cadastrado nos Programas de Pós-Graduação em Educação (IB/Depto de Educação) e em Geografia (IGCE/Depto de Geografia). É membro do corpo editorial/ Editor Chefe da Revista Educação: Teoria e Prática. Participa dos seguintes Grupos de Pesquisa: 1) Cultura, Memória e Sociedade (PUC-MG), 2) Geografia e Cartografia Escolar, 3) Grupo de Estudo e Pesquisa em Linguagem, Expêriencia e Formação. Entre os principais temas de pesquisa, destacam-se: Ensino de Geografia, Memória e Ensino de Geografia, História da Geografia Escolar, Didática da Geografia e Geografia e Currículo.
Publicado
2017-08-14