“TEM QUE PARTIR DAQUI, É DA GENTE”: a construção de uma escola “outra” no Quilombo Campinho da Independência, Paraty-RJ

Diogo Marçal Cirqueira

Resumo


A obra "'Tem que partir daqui, é da gente': a construção de uma escola “outra” no Quilombo do Campinho da Independência, Paraty-Rj", de autoria de Ediléia Carvalho, apresenta um contexto que envolve a defesa do território por uma comunidade quilombola. Contudo, diferente da maioria dos trabalhos sobre quilombo que focam especificamente nas estratégias dessas comunidades pela defesa ou manutenção de suas terras, a autora se centra na luta do Quilombo do Campinho por uma “educação diferenciada”. Abusca do Quilombo por uma educação diferenciada não se encontra à parte da luta pelo território, pelo contrário, para a comunidade “falar de território é falar de educação e vice-versa”.


ISSN: 2236-3904

REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO EM GEOGRAFIA - RBEG

www.revistaedugeo.com.br - revistaedugeo@revistaedugeo.com.br


Palavras-chave


Quilombo, Território, Educação diferenciada

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.