O LUGAR E OS MAPAS MENTAIS NA GEOGRAFIA ESCOLAR

Alyne Rodrigues Cândido Lopes

Resumo


O encaminhamento de conteúdos geográficos de forma fragmentada e o estudo isolado de temas referentes aos componentes espaciais são problemas recorrentes nas aulas de Geografia e precisa ser superado. No sentido de contribuir com o ensino de Geografia propõe-se o encaminhamento de conteúdos/temas com a finalidade de interpretar a espacialidade dos fenômenos por meio da utilização dos mapas mentais nas aulas. Discute-se o papel da Geografia na escola e como o ensino dessa ciência tem sido encaminhado nas aulas. Além disso, este artigo faz uma análise sobre a concepção do lugar nas perspectivas da Geografia tradicional, crítica e humanista e sobre a relevância da construção de conceitos no ensino de Geografia. Dessa forma, o objetivo central é refletir sobre a importância de encaminhar os conteúdos geográficos com o intuito de promover um ensino capaz de colaborar com a capacidade dos alunos de interpretar a espacialidade dos diferentes fenômenos presentes na cidade. São apresentados alguns mapas mentais construídos por alunos do Ensino Médio como forma de auxiliar no entendimento e visualização desse material apresentando sua contribuição para uma leitura mais crítica sobre a cidade. Destaca-se também o papel do professor nesse processo como mediador e problematizador das questões espaciais. 

Palavras-chave

Ensino de Geografia, Lugar, Mapas mentais.


PLACE AND MENTAL MAPS IN SCHOOL GEOGRAPHY

Abstract

The fragmented way that geographic contents are conducted and the isolated study of themes related to spatial components are recurrent issues in Geography classes, and they must be overcome. In order to contribute to the teaching of Geography and to overcome fragmented work with geographic contents, this article proposes the content/theme conduction with the purpose of interpreting the spatiality of phenomena by means of mental maps to be applied in class. It is discussed the role of Geography in school as well as how this science has been conducted in class. Moreover, this article analyzes the conception of the place in the perspectives of the traditional, critical and humanist Geography, and the relevance of the construction of concepts on teaching Geography. The central objective of this text is to reflect upon the importance of conducting the geographic contents with the intention of promoting a formation capable of collaborating with the students ability of interpreting the spatiality of the different phenomena present in the city. Some mental maps constructed by high school students are presented as a way to assist with the understanding and visualization of this material, presenting their contribution to a more critical reading about the city. The role of the teacher in this process as a mediator and problematizer of space issues is also highlighted.

Keywords

Geography teaching, Place, Mental maps.


ISSN: 2236-3904

REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO EM GEOGRAFIA - RBEG

www.revistaedugeo.com.br - revistaedugeo@revistaedugeo.com.br


Palavras-chave


Ensino de Geografia; Lugar; Mapas mentais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.