CONSTRUÇÃO DE MAPAS MENTAIS NO ENSINO DE GEOGRAFIA:

representações do espaço vivido no contexto indígena

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46789/edugeo.v10i19.657

Palavras-chave:

Ensino de Geografia, Mapas Mentais, Estudantes Indígenas

Resumo

Muitas atividades desenvolvidas nas escolas indígenas nem sempre vêm a público, como uma forma de partilhar seus trabalhos, anseios e conquistas, demonstrando melhoria na qualidade de estudos do alunado em geral. O espaço geográfico muda constantemente, através dos ideais de transformações de cada ser humano, em determinados períodos do tempo. Desta forma, pensou-se na utilização dos mapas mentais como forma metodológica para melhorar o desempenho desses alunos na representação do lugar vivido e percebido, levando em conta o seu significado no ensino a partir de abordagens da Geografia. Com base no uso dos mapas mentais, como representações livres, mas orientadas pelos docentes voltadas a inserção, reflexão e leituras espaciais trabalhadas em uma escola indígena, esse trabalho procura investigar as potencialidades e limitações do recurso do mapa mental para o ensino e aprendizagem de geografia. Foram desenvolvidas atividades teóricas, com conteúdos contidos no referencial curricular de Geografia, e práticas (campo) com a finalidade de motivar, apresentar, construir e refletir noções conceituais e habilidades com os alunos. Assim, verificou-se que os mapas mentais confeccionados pelos alunos foram importantes no entendimento da matéria estudada e na própria confecção, interagindo uns com os outros, e na oralidade, com a apresentação dos trabalhos.

Palavras-chave

Ensino de Geografia, Mapas Mentais, Estudantes Indígenas

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-07-24

Como Citar

Mesquita, G. M., & Santos, E. T. dos. (2020). CONSTRUÇÃO DE MAPAS MENTAIS NO ENSINO DE GEOGRAFIA:: representações do espaço vivido no contexto indígena. Revista Brasileira De Educação Em Geografia, 10(19), 402-423. https://doi.org/10.46789/edugeo.v10i19.657