INVISIBILIDADE SOCIAL NO ESPAÇO: uma sugestão temática para a geografia escolar

Autores

  • Eduardo Vieira de Mello Professor EBTT de Geografia do Colégio Pedro II (CP2, campus Tijuca II – Rio de Janeiro), rua São Francisco Xavier, 204 – Tijuca, Rio de Janeiro/RJ, cep 20550-012, membro do LabHum - Laboratório de Humanidades. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFRJ (PPGG/UFRJ), vinculado ao NEQUAT (Núcleo de Estudos do Quaternário e Tecnógeno/UFRJ)

Resumo

O léxico nos diz que o invisível corresponde ao campo da impossibilidade óptica, no entanto, há indivíduos perceptíveis ao sentido visual ipsis litteris, mas que ligados a distintas circunstâncias do quotidiano, figuram como invisibilizados em determinados espaços por outros atores sociais. Nessa lógica, a espacialidade da invisibilidade social constitui temática de relevância, porém pouco explorada no ensino da geografia escolar. Entende-se que o tema gera oportunidades para discutir ocorrências da vida prática e percepções do corpo discente em relação aos sujeitos considerados invisíveis sociais no espaço urbano, em função da sua condição social ou ocupação que exercem. No artigo, do ponto de vista metodológico e de análises, se traçou relações entre a invisibilidade social e os conceitos-chave da geografia, os conteúdos sobre urbanização e o desenvolvimento das cidades com base em solidariedade e alteridade na formação escolar.

PALAVRAS-CHAVE

Invisibilidade social, Espaço, Ensino de geografia, Cotidiano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-01-24

Como Citar

Mello, E. V. de. (2020). INVISIBILIDADE SOCIAL NO ESPAÇO: uma sugestão temática para a geografia escolar. Revista Brasileira De Educação Em Geografia, 9(18), 148-160. Recuperado de http://www.revistaedugeo.com.br/ojs/index.php/revistaedugeo/article/view/665