DOCENCIO, LOGO, EXISTO. CRENÇAS QUE MOVEM O PROFESSOR FORMADOR DE PROFESSORES:

que diferença podemos fazer em nossos alunos?

Autores

  • Nestor André Kaercher Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Marcos Bohrer Instituto Federal Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense - IFC

DOI:

https://doi.org/10.46789/edugeo.v10i19.743

Resumo

O presente artigo apresenta um diálogo entre docentes de Geografia que trabalham com formação de professores em distintos níveis e educandários. A conversa, que pode ser considerada geracional, baseia-se na entrevista do professor Nestor André Kaercher ao professor Daniel Mallmann Vallerius, que posteriormente trouxe as perguntas para uma reflexão com o seu orientando, professor Marcos Bohrer. As perguntas conduziram os docentes às possibilidades de práticas, reflexões e motivações que nos movem na formação inicial e continuada de professores. O motivo pelo qual estamos na profissão e, mesmo em tempos de descrença, buscamos, por meio de um referencial teórico, algo que nos movimente na busca de formar os atuais/ futuros educadores. Para tanto, o diálogo revela as trajetórias e escolhas, bem como os referenciais que possibilitam a construção da identidade dos docentes. Com eles e, a partir desse texto, pretende-se mobilizar professores e futuros professores na área de Geografia.

Palavas-chave

Ensino de Geografia, Formação de Professores, Trajetórias Docentes

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-07-24

Como Citar

Kaercher, N. A., & Bohrer, M. (2020). DOCENCIO, LOGO, EXISTO. CRENÇAS QUE MOVEM O PROFESSOR FORMADOR DE PROFESSORES:: que diferença podemos fazer em nossos alunos? . Revista Brasileira De Educação Em Geografia, 10(19), 323-344. https://doi.org/10.46789/edugeo.v10i19.743