A IMAGEM E SEUS APORTES AO DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO E DAS FUNÇÕES MENTAIS NO ENSINO DE GEOGRAFIA

Autores

  • Mateus Marchesan Pires Unioeste
  • Lana de Souza Cavalcanti UFG

DOI:

https://doi.org/10.46789/edugeo.v10i19.749

Resumo

O uso das diferentes linguagens no ensino de Geografia e as investigações vinculadas a essa temática ampliaram-se no Brasil nas últimas décadas. Dentre essas pesquisas, algumas indicam a potencialidade desses recursos na aprendizagem dos alunos mobilizando os processos cognitivos dos sujeitos. Nesta perspectiva apresentamos neste texto uma reflexão sobre a linguagem imagética, pela ótica da teoria histórico-cultural, demonstrando como algumas funções mentais superiores (percepção, a imaginação e a memória) podem ser mobilizadas com o uso dos recursos visuais. Além dos estudos teóricos neste campo do conhecimento, as contribuições desse texto decorrem também da pesquisa de doutoramento em que se constatou a importância da mediação da linguagem imagética, como um recurso didático no ensino de Geografia. Constatamos que as funções mentais podem ser mobilizadas na constituição de um pensamento geográfico, elas estão relacionadas tanto com a utilização das imagens, enquanto representações materiais visuais, bem como a criação de imagens mentais, com a sua (re)constituição ou internalização, condição inúmeras vezes necessária para a aprendizagem geográfica.

Palavras-chave

Funções mentais superiores, Linguagem imagética, Mediações simbólicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-07-24

Como Citar

Marchesan Pires, M., & de Souza Cavalcanti, L. (2020). A IMAGEM E SEUS APORTES AO DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO E DAS FUNÇÕES MENTAIS NO ENSINO DE GEOGRAFIA. Revista Brasileira De Educação Em Geografia, 10(19), 381-402. https://doi.org/10.46789/edugeo.v10i19.749