O LUGAR COMO POTENCIALIDADE NO ENSINO DE HIDROSFERA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46789/edugeo.v10i20.810

Resumo

O presente artigo objetiva refletir sobre como o ensino da hidrosfera pode ser significado a partir de conceitos geográficos – como lugar e paisagem –, de problemáticas ambientais da bacia hidrográfica local e do conhecimento prévio dos (as) discentes. Foi desenvolvida uma sequência didática, dividida em três momentos, com 25 estudantes de uma turma de 6o ano do Ensino Fundamental de uma escola estadual situada no bairro Bom Jesus (Porto Alegre/RS). O primeiro momento consistiu no levantamento da percepção dos (as) discentes sobre elementos da paisagem. No segundo momento, trabalhou-se com o conceito de bacia hidrográfica. No terceiro momento foram utilizadas fotografias de um trabalho de campo para reflexão sobre problemas ambientais. Conforme relatado pelos (as) estudantes, o contexto ambiental do bairro Bom Jesus apresenta relevantes relações com a hidrosfera, na medida em que a precipitação é sinônimo de problemas ambientais, configurando importantes mudanças na paisagem e no cotidiano dos (as) discentes. Além disso, ressaltamos que foi fundamental criar a sequência didática para construir com os (as) estudantes esquemas sobre hidrosfera no contexto do lugar, para que pudessem representar espaços até então ausentes – como a bacia hidrográfica em que a escola se localiza –, avançando nos níveis de conhecimento.

PALAVRAS-CHAVE

Ensino Fundamental, Ensino de Geografia Física, Hidrosfera, Paisagem, Lugar.

 

PLACE AS POTENTIALITY IN HYDROSPHERE EDUCATION ABSTRACT

This paper aims to reflect on how the teaching of the hydrosphere can be made meaning based on geographical concepts – such place and landscape –, environmental issues in the local watershed and the students prior knowledge. A didactic sequence was developed, divided into three moments, with 25 students from a class of 6th grade of elementary school at a state school located in the Bom Jesus neighborhood (Porto Alegre/RS). The first moment consisted of surveying the students perception of landscape elements. In the second moment, the concept of a hydrographic basin was worked on. In the third moment, photographs of fieldwork were used to reflect on environmental problems. As reported by the students, the environmental context of the Bom Jesus neighborhood has relevant relationships with the hydrosphere, as precipitation is synonymous with environmental problems, configuring important changes in the landscape and in the daily lives of students. In addition, we emphasize that it was essential to create the didactic sequence to build with students schemas about hydrosphere in the context of the place, so that they could represent spaces hitherto absent – such as the hydrographic basin in which the school is located –, advancing in knowledge levels.

KEYWORDS

Elementary Education, Physical Geography Teaching, Hydrosphere, Landscape, Place.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

Mattos Costa, R., Petsch, C., & Kellem da Rosa, K. (2020). O LUGAR COMO POTENCIALIDADE NO ENSINO DE HIDROSFERA. Revista Brasileira De Educação Em Geografia, 10(20), 411–434. https://doi.org/10.46789/edugeo.v10i20.810