A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR E A PRODUÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PARA A GEOGRAFIA ESCOLAR:

desdobramentos na formação docente

Autores

  • Valéria de Oliveira Roque Ascenção UFMG

DOI:

https://doi.org/10.46789/edugeo.v10i19.915

Resumo

Este artigo é um desdobramento da mesa de debates ocorrida em agosto de 2019, no 14º Encontro Nacional de Prática de Ensino em Geografia-ENPEG, na UNICAMP, Currículo e a teoria do Conhecimento Pedagógico do Conteúdo com as proposições da Base Nacional Comum Curricular de Geografia (BNCC Geografia) para os anos iniciais e finais do ensino fundamental brasileiro. O objetivo central do trabalho é colocar em diálogo os desafios postos pela proposição de conhecimentos geográficos pela atual BNCC ao professor de Geografia, à sua formação - inicial e continuada -,e à organização de suas práticas pedagógicas a partir dos currículos construídos sob a égide da base. Buscarei apontar uma alternativa de leitura da base com vistas a subsidiar o professor atuante na educação básica. Quanto à formação docente, me aterei a discorrer sobre os limites dos atuais currículos formativos das licenciaturas em Geografia e as possibilidades que eu vejo expressas na BNCC. 

Palavras-chave

Base Nacional Comum Curricular Geografia, Formação Docente, Conhecimento Pedagógico do Conteúdo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-07-24

Como Citar

Roque Ascenção, V. de O. . (2020). A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR E A PRODUÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PARA A GEOGRAFIA ESCOLAR:: desdobramentos na formação docente. Revista Brasileira De Educação Em Geografia, 10(19), 173-197. https://doi.org/10.46789/edugeo.v10i19.915