ENTRE VIVÊNCIAS E CONHECIMENTOS NA ALDEIA GUARANI-MBYÁ: os nossos mapas representam olhares, aprendizagens e sentimentos

Autores

  • Denise Wildner Theves Colégio Evangélico Alberto Torres (CEAT) e UNIRITTER
  • Nestor André Kaercher UFRGS

Palavras-chave:

Experiências das crianças, Cultura, Cartografia.

Resumo

O texto aborda recortes de trabalho que foram desenvolvidos no primeiro semestre de 2015, junto a duas turmas de quinta série do Ensino Fundamental, no componente curricular de Estudos Geográficos e Históricos, em uma escola comunitária, localizada em Lajeado (RS). Os trabalhos realizados buscaram estabelecer a contextualização do processo de ocupação do território do Rio Grande do Sul, através de diferentes ondas migratórias, das quais resultaram culturas que foram sendo constituídas através da história das relações dos seres humanos entre si e com o ambiente. Este estudo também propôs abordagens para buscar conhecer o modo de vida dos indígenas na atualidade, em especial a cultura Guarani-Mbyá. Então foi proposto um momento de aprendizagem externo ao ambiente escolar, sendo realizada uma experiência envolvendo um dia vivências na aldeia indígena Tekoá Pindó Mirim, localizada no município de Viamão (RS). A partir desse dia de vivências neste outro contexto cultural, foram desencadeadas atividades variadas, muitas delas postadas em um blog criado para a realização das mesmas. Dessas proposições de trabalho destaca-se uma atividade de representação gráfica, tendo como objetivo conhecer as vivências espaciais das crianças envolvidas, a partir das situações vivenciadas na aldeia. E com elas refletir sobre possibilidades de trabalho com a Cartografia e também a construção de outros olhares e conhecimento sobre a vida dos indígenas na contemporaneidade. 

Palavras-chave

Experiências das crianças, Cultura, Cartografia.


AMONG EXPERIENCES AND KNOWLEDGE IN GUARANI-MBYÁ RESERVE: our maps represent our views, learning and fellings

Abstract

This text approaches some parts of a work that was made during the first semester of 2015, with two fifth grade Elementary school groups. It was in the curriculum component of Geographical and historical studies, in a community school, located in Lajeado , Rio Grande do Sul. The works that were carried out sought to establish a contextualization of the occupation process in Rio Grande do Sul territory, through different migratory waves, which brought cultures that were formed through the history of the relations among humans themselves and between them and the environment. This study also proposed an approach to learn about the way of life of Indigenous people in the present, especially the Guarani- Mbyá culture. It happened in a learning moment out of school, in an experience including a day in the TekoáPindoMirim Indigenous reserve, located in Viamão, Rio Grande do Sul.  This experience in a different cultural context, instigated different activities, most of them posted on a blog. Among these work proposals we can highlight an activity of graphic representation with the objective of knowing about the space experience of the children envolved, through activities they had in the  Indigenous reserve. And reflect on possibilities of working with Cartography and different views and knowledge about Indian life nowadays.

Keywords

Children experiences, Culture, Cartography.


ISSN: 2236-3904

REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO EM GEOGRAFIA - RBEG

www.revistaedugeo.com.br - revistaedugeo@revistaedugeo.com.br

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-08-15

Como Citar

Theves, D. W., & Kaercher, N. A. (2016). ENTRE VIVÊNCIAS E CONHECIMENTOS NA ALDEIA GUARANI-MBYÁ: os nossos mapas representam olhares, aprendizagens e sentimentos. Revista Brasileira De Educação Em Geografia, 6(11), 114–131. Recuperado de https://www.revistaedugeo.com.br/ojs/index.php/revistaedugeo/article/view/375